domingo, 11 de janeiro de 2009

pensão (a minha)

Tenho quarto alugado na
Pensão que é bifurcação de
Sentimentos pretéritos e
Cansados.

Fumo mais um cigarro à janela
Antes que me liguem da
Recepção a dizerem que está na
Hora de viver o presente.

Não quero. Gosto de me sentir
Rodeado de mofo e nostalgias
A condizer.
- desculpe, mas o senhor tem que sair.

Não saio. Por quanto fica mais uma
Vida a cultivar afectos já ultrapassados?
Não tenho como pagar em dinheiro.
Pagarei em letras. Tenho a certeza que
Não se importarão

Afinal de contas, a pensão, o dinheiro
E as letras são invenção minha. Se há alguém
Que tem que se importar com tal decisão sou eu.

Não me importo.

Vou ficar a viver neste quarto para sempre. Daqui
Vejo o rio da minha vida a desaguar
Na foz da tua. Fazíamos uma parelha tão
Perfeita. Porque é que tinhas que zarpar
Para a morte na terceira onda da madrugada?

Deito-me no teu regaço e finalmente consigo acordar.
******

pedro s. martins

12 comentários:

  1. Um jeito brincalhão de escrever sério, de sentimentos profundos que ainda mexem com voce. Gostei muito de ler.
    Um abraço e bom domingo

    ResponderEliminar
  2. Gostei de tudo que lí, tanto que estarei colocando link em meus blogs.
    abraço!

    ResponderEliminar
  3. Lindos são seus versos meu amigo...adorei!
    E neste quarto de pensão muitos estão a vier não é mesmo?
    Um grande beijo e um Domingo de muita paz e poesia pra você meu querido!

    ResponderEliminar
  4. Maravilhosas tuas poesias, parabéns.
    Obrigada por me conduzir até aqui.
    Que teu domingo seja perfeito.
    Beijos.
    Cleo

    ResponderEliminar
  5. Gostei do que li Pedro. Vou estar atenta. Há uma certa melancolia nos versos "quarto alugado na/Pensão que é bifurcação de/Sentimentos pretéritos e/Cansados." que me faz lembrar um pouco Al Berto.

    Obrigada pelo convite.
    Grace

    ResponderEliminar
  6. Muito obrigado a todos os que arranjam na sua vida para visitar o escara e ainda têm paciência para comentar tão generosamente.

    ResponderEliminar
  7. Vivemos muitos nessa Pensão com os olhos no passado com medo do Futuro sem viver o Presente!

    Desejo que feches a porta atrás de ti e que eu vá à tua frente!

    beijos

    ResponderEliminar
  8. O comentario a acima é meu!

    Não consegui comentar de outro modo!

    Pearl(http://shinningpearl.blogspot.com/)

    ResponderEliminar
  9. Mais uma vez, o meu muito obrigado pelos vossos comentários tão calorosos para com os meus poemas.

    Aliás, deviam ser eles a agradecer.

    ResponderEliminar